PULAR PUBLICIDADE

O que é um clássico?

18-4-2018
Todo leitor já ouviu que deve ler Dom Casmurro porque ele é um clássico. Certamente já ouviu também que pessoas inteligentes leem clássicos. Mas você sabe o que é um clássico?



Até pouco tempo atrás eu não sabia definir o que é um clássico, mas sabia apontar um.

Ao contrário do que eu pensava, um clássico não é simplesmente um livro muito antigo. Pelo contrário. Harry Potter caminha para tornar-se clássico (se é que já não podemos acelerar essa definição) e O Iluminado já enquadra-se na categoria de clássico do terror. Esses livros são recentes e os autores estão vivos e provavelmente escrevem alguma coisa enquanto você lê essa postagem.

Um clássico apresenta elementos atemporais. Isso pode ser retratado numa situação que ocorria séculos atrás quando foi escrito e que repete-se hoje, debaixo do nosso nariz. Um exemplo é Os Miseráveis, de Victor Hugo, que retrata a pobreza nas mais diversas formas (financeira, de caráter, de moral).

Eles também são usados de base para muitos livros, filmes e jogos atuais. Vamos pensar na Ilíada de Homero, que inspirou Camões a escrever Os Lusíadas (sim, já existiam clássicos naquela época) e que inspira até hoje a produção de material que utiliza como enredo grandes viagens e aventuras. Rick Riordan bebeu muito dessa fonte ao escrever Percy Jackson, por exemplo, inspirando-se nos mitos gregos.

E com certeza a definição mais importante de clássico é ele ser um livro que fica.Dificilmente esquecemos de um clássico. Eles nos fazem pensar, trazem reflexões profundas sobre a alma humana, sobre sentimentos, fatos históricos e sociedades. Um livro clássico é aquele que mesmo depois de tanto tempo permanece relevante. Permanece sendo um livro que agrada aos leitores e desperta neles a vontade de conversar sobre o livro.

Me acompanhe pelas redes sociais!
Instagram (@checkinvirtual)
Facebook
Twitter
Pinterest
Skoob
Youtube
ESCRITO POR:
Livia Santana
   Newsletter
   Contato
   Mais visualizados do mês